Mais informação

Os parceiros alemães do projeto fornecem informações sobre como a aprendizagem em contexto de trabalho e o sistema de formação dual nas empresas de calçado alemãs funcionam, bem como os parceiros Espanhóis, onde existe um sistema de formação dual diferente. No entanto, o objetivo não é impor modelos em realidades distintas: cada país poderá adaptar o sistema de formação dual às suas próprias estruturas e requisitos.

Desde logo, um currículo para o período piloto será desenvolvido e combinado com fases alternadas no centro de formação profissional. É importante envolver todos os potenciais parceiros, além dos formandos / aprendizes, empresas e centro de formação profissional. Além disso, os sindicatos, a Câmara de Comércio e os decisores políticos precisam de estar intimamente envolvidos e informados sobre cada fase do projeto, planeada e executada.

Antes do início do piloto, os tutores precisam de estar preparados para o seu novo papel. O ICSAS, portanto, criará material de formação para preparar os tutores. Basear-se-á em análises concretas do local de trabalho as quais definirão o quadro do que precisa ser comunicado na aprendizagem em contexto de trabalho e o que precisa de ser praticado manualmente em cada estação de trabalho. O material será constituído por peças didáticas e pedagógicas.

Mesmo na Alemanha, onde o sistema de formação dual na indústria do calçado foi introduzido décadas atrás, não existe de uma forma publicamente acessível, nenhum material de formação de tutores especializado no setor. O facto de que um dos resultados do ICSAS irá fechar essa lacuna deve ser considerado uma inovação.

Com a crescente popularidade da aprendizagem colaborativa no local de trabalho, muitas empresas procuram agora métodos que envolvam a colaboração com colaboradores experientes e que oferecem aos formandos uma abordagem mais prática. A aprendizagem colaborativa é extremamente útil porque usa experiências passadas de colaboradores anteriores para ajudar novos estagiários a superar diferentes desafios. Por outras palavras: a aprendizagem em contexto de trabalho é uma forma de gestão do conhecimento nas empresas e deve ser transmitida de acordo com determinados padrões.

O projeto ICSAS contribuirá para isso, acentuando o papel dos tutores. Os impactos positivos que o consórcio do projeto desejam alcançar, são múltiplos: melhorar a sustentabilidade da formação, a qualidade do produto e da força de trabalho, promover o desenvolvimento pessoal dos indivíduos, atingir um melhor reconhecimento das qualificações de Educação e Formação Profissional neste setor, na Europa e, finalmente, reforçar a competitividade da indústria europeia do calçado como um todo.

O Projeto fornecerá, adicionalmente, um Quadro de Qualificação Setorial (SQF) para a produção industrial de calçado, incluindo o referenciamento das qualificações nacionais existentes na Alemanha, em Portugal, em Espanha e na Roménia. O estabelecimento do Quadro Europeu de Qualificações (EQF) e de muitos Quadros Nacionais de Qualificações (NQF) pode ser considerado um passo valioso para uma melhor transparência e reconhecimento e como um modelo para aplicações concretas em qualificações, setores e empresas. Devido ao (inerente) amplo e aberto EQF / NQF, a adaptação a um setor escolhido aumenta a facilidade de utilização. A adaptação de descritores a apetências específicas do setor oferece oportunidades inovadoras para titulares de certificados individuais, bem como para empresas, que procuram novos colaboradores.

Até agora, não existe tal SQF para o setor do calçado, o impacto esperado é uma melhor comparabilidade de qualificações dos países participantes e o SQF possui um potencial de transferência muito alto. Uma vez estabelecidas, as qualificações de outros países podem ser facilmente referenciadas.